Roubos e furtos a condomínios aumentam 172% em São Paulo
18 de novembro de 2020
Exibir tudo

Dicas de jardinagem em condomínios

Os jardins do condomínio são áreas importantes para o convívio dos condôminos e para a valorização do patrimônio. A falta de uma manutenção adequada pode, por exemplo, comprometer toda a estrutura, o solo e as plantas do jardim. Por isso, é importante saber os cuidados necessários para a manutenção.

Abaixo listamos 7 dicas para cuidar da jardinagem em condomínios e grandes áreas verdes para que sejam conservadas e mantenham seus benefícios e é claro a sua beleza.

1. As podas de galhos devem ser feitas com regularidade.

É preciso definir os galhos que precisam ser podados, evitando fazer corte daqueles que formam o esqueleto da árvore. É importante podar as partes danificadas por tempestades ou outras causas, favorecendo o envio de nutrientes para os galhos saudáveis.

Também é necessário podar os galhos em excesso, favorecendo a circulação de ar e evitando o aparecimento de insetos e fungos. Molde a árvore, mas pode o mínimo necessário. Faça isso apenas uma vez por estação.

2. Árvores em risco de queda devem ser retiradas e prontamente substituídas.

Imprescindível para conservação e cuidados em áreas verdes, a extração de árvores precisa acontecer quando há risco de quedas. Porém, para colaborar com o reflorestamento, recomendamos a substituição da vegetação.

A extração é recomendada quando pode danificar a rede elétrica, podendo causar problemas a pessoas, propriedades próximas e interrupção dos serviços públicos. Uma árvore que cai sobre um condutor de eletricidade pode causar incêndios e outros danos graves.

Contudo, sugerimos que a extração seja feita por uma equipe especializada, que trabalhará com responsabilidade e segurança.

3. As podas devem ser realizadas de forma especializada para levantar ás copas.

Este tipo de poda também visa assegurar a vida e a estética das árvores. Além disso, esse tipo de conservação e cuidados em áreas verdes garante melhor capacidade de sombra, tornando o ambiente mais arejado.

Também recomendamos que a poda para levantamento de copa seja feita por uma equipe especializada, que fará o trabalho para o qual foi capacitada de forma rápida e segura.

4. Os gramados devem ser bem cuidados.

Ambientes que possuem gramados devem ser mantidos com regularidade. Capinar áreas verdes faz com que elas fiquem bonitas e viçosas sempre, sem que haja crescimento excessivo.

Além disso, manter um gramado sempre capinado evita a proliferação de ervas daninhas e insetos. No frio, é preciso adubar e regar a grama para que ela se mantenha bonita. O ideal é deixar em oito centímetros de altura o gramado.

5. O surgimento e a proliferação de doenças e pragas devem ser evitadas.

As doenças e pragas atacam principalmente na primavera, quando as árvores estão mais férteis e há muita atividade na natureza. Se não houver conservação e cuidados em áreas verdes, pode haver desequilíbrio ecológico no ambiente.

O assunto é vasto, mas daremos duas dicas para você evitar pragas nas árvores. Se o seu problema for lagartas, remova-as manualmente com luvas de proteção e use arruda, um repelente natural.

Para evitar formigas nas áreas verdes, especialmente as cortadeiras, espalhe sementes de gergelim nos canteiros e no formigueiro. Para ataques maciços, a recomendação são iscas formicidas, vendidas em lojas de jardinagem.

6. Priorizar sempre as espécies nativas.

Esta atitude é importante porque as espécies nativas trazem sustentabilidade ao jardim. Elas não necessitam de tantos nutrientes ou irrigação, pois estão adequadas àquele clima.

A perpetuação das espécies também acontece, inclusive mantendo ciclos ambientais (podendo fornecer alimento a animais).

7. Evitar deixar áreas sem plantio.

Ao deixar uma área sem a cobertura vegetal adequada o solo perde a sua consistência, tendo em vista que as águas fluviais não são absorvidas pelas raízes das árvores e plantas, começará a se infiltrar no solo de maneira descontrolada e esta infiltração causará a instabilidade do solo, provocando assim a erosão.

O que é a Erosão:

A erosão é um processo de deslocamento de terra ou de rochas de uma superfície. A erosão pode ocorrer por ação de fenômenos da natureza ou do ser humano.

As chuvas é a principal causadora da erosão. Ao atingir o solo, em grande quantidade, provoca deslizamentos, infiltrações e mudanças na consistência do terreno. Desta forma, provoca o deslocamento de terra. O vento e a mudança de temperatura também são causadores importantes da erosão.

Ao terceirizar serviços com a Focco, como o de jardinagem, você tem a garantia de um serviço de alta qualidade com supervisão constante nos postos, a qual disponibiliza um cronograma para os funcionários, que são treinados para garantir a satisfação de nossos clientes. Com quadro de reservas técnicas, caso haja falta ou férias no local de trabalho, a substituição é feita de forma rápida e eficiente por funcionários já treinados em todos os postos.

× Solicite seu orçamento